Projetos e Idéias

Projetos em Repertório – 2020

INSTALAÇÕES SONORAS

PSSA – Paisagens Sonoras Subaquáticas : Instalação sonora com até 8 hidrofalantes para piscinas e parques aquáticos. Os sons acontecem apenas dentro da água  – em situação de mergulho – sem nenhuma ou pouquíssima repercussão fora, várias situações sonoras e musicais são criadas.

Pequenos Terremotos  Instalação sonora para praias, jardins, parques e ambientes naturais em geral : composta por até 12 subwoofers enterrados formando um corredor sensorizado. A passagem por este corredor dispara sons em baixíssima frequência (20 a 100 Hz) numa simulação com até 12 mil Watts de um terremoto !!

SuperCordas  : A instalação SuperCordas V.2 (versão portátil) é formada por 8 Gran Cordas – monocórdios que são  interligadas entre si formando um sistema de grande complexidade através de componentes muito simples. Com até 20 metros de comprimento é uma instalação sonora incrível.

Estudo #1 para Superfícies Vibrantes : A instalação sonora Estudo #1 para Superfícies Vibrantes está fortemente alicerçada na ideia que tudo é vibração. Neste universo vibratório uma pequena porção é realizada mecanicamente em algum meio organizado por moléculas mais ou menos densas. Estas vibrações nestes materiais específicos e em uma gama de vibrações (20 a 20.000 por segundo) em contato com o ar pode – em alguns casos – serem percebidas pelos humanos e animais como som. A instalação é formada por 4 placas finas (.5 cm) com 210 cm de comprimento por 80 cm de largura. A cada placa é fixado um par estéreo de transdutor de superfície – que literalmente transforma a superfície em uma interface sonora – isto é tornando a superfície em um cone de alto falante.

SHOWS E PERFORMANCES

Música Molhada – show multimídia para piscinas : show com música eletrônica ao vivo, 4 performers femininas, 4 bailarinos com coreografia de Cristian Duarte, projeção de vídeo na piscina via video mapping e camera triggering, além de instrumentos musicais especialmente concebidos para piscinas e hidrofones estrategicamente colocados embaixo d’água. Piscina suja. Piscina vermelha. Piscina como instrumento musical.

MÚSICA D’INVENTOR – SHOW MUSICAL COM WILSON SUKORSKI + INSTRUMENTISTA ERUDITO CONVIDADO (Fagote e Contrafagote) + 8 INSTRUMENTOS MUSICAIS INVENTADOS E REINVENTADOS + 5 MICRO CÂMERAS + VÍDEO PROJEÇÕES. Wilson Sukorski tem, entre outros afazeres e talentos, a criação de instrumentos musicais originais para projetos específicos que agora estarão todos juntos neste show.

NU JAZZ Show e lounge de piano solo com intervenções de jazz contemporâneo. Pensado para pequenos espaços e teatros. Em duas versões : eletrônica e piano solo por Wilson Sukorski e trio baixo, bateria, piano + cantora convidada.

Neruda DeVolution Performance Musical em torno do Canto III – Os Conquistadores – do livro Canto Geral de Pablo Neruda. Com Pepê da Mata Machado, Mariana de Moraes, Wilson Sukorski, Migue Antar e Fábio Manzione. É uma performance musical sobre o universo poético de Neruda. Uma DeVolução. Ou ainda, uma Re-DeVolução. Aproximando linguagens, a dupla de músicos e compositores oferecem, além da leitura vinteumana – um Paulinho Neruda num século vinteum – elementos narrativos utilizando canções, voz em off, eletrônica endêmica, temas instrumentais, performance – num passeio pós-moderno pela tradição musical e sonoridade latina.

SÉRIE DE INSTALAÇÕES SONORAS : AMBIENTES UBÍQUOS

Noosfera – corredor formado por tecido com iluminação especial onde em diversos pontos poesias em 10 diferentes idiomas são lidos e projetados, formando uma espécie de Babel pós moderna. Idiomas fora do “mainstream” da cultura internacional : russo, árabe, hebraico, polonês, quéchua, chinês, hindi, etc. Pode ser realizado também uma versão em vídeo e áudio para smartphones.

Sensores Sonoros – CSR Combinados Sonoros Reativos : pequenas caixas – do tamanho de um celular ligada a sensores (até 4 PIR – Passive Infra Red) disparam quando da passagem das pessoas sons e músicas ligadas à temáticas específicas : poesia sonora, trechos musicais (loungue), índices sonoros para locais inusitados (banheiros, vestiários, etc), terror (para locais escuros e ermos), etc. Comumente são instalados de 4 a 10 CSR por evento.

Escadaria DisSonante : O projeto consiste na instalação em uma escadaria interna ou externa de um grupo de até 24 sensores. Um em cada degrau. Os sensores podem ser de dois tipos : tipo PIR (Passive Infra Red) ou sensor de barreira AIR (Active Infra Red). A escadaria também pode ser programada para tocar sons instrumentais, como um piano ou um violoncelo p. ex., e assim, cada degrau pode imitar uma tecla de um suposto hiperteclado de um piano ou um hipertraste de instrumento de cordas.

OUTROS PROJETOS

HAROLDO XXX : Livre interpretação do poema “Mulher Livro – Galáxias #47” do querido Haroldo de Campos – em performance quasi-hardcore – para atriz/performer/dancer, música eletrônica e diversos outros truques e estratégias típicas dos vídeos e filmes do cenário XXX. Um encontro chocante !

AURAL ORCHESTRA – Performance para Orquestra Sinfônica : para 66 instrumentistas + regente – músicos de uma orquestra na seguinte formação : 2d1pic, 2+cor, 2+bass, 2+contra, 4,3,3,1,4 – 12 10 8 6 4. Dispostos em roda com a platéia em volta – dois pequenos palcos (percussão e maestro) – os músicos com instrumentos portáteis se movem. Outros ficam fixos. Haverá solos complexos do maestro em silêncio, solos escritos para harpa e tuba; haverá instrumentos com “mutes” feito de flores (tulipas, margaridas e girassóis), pares românticos-instrumentais inusitados, bolinhas de sabão, maestro de batuta e apito e muito muito mais – tudo controlado por áudios pré gravados – tipo partitura para cegos – sincronizados direto nos celulares dos músicos com fones de ouvido em apenas uma orelha. Uma festa pensante.

PEQUENO LIVRO DE PARTITURAS : Também conhecido com pARTituras gráficas. Série de performances partituradas com rígido controle temporal (em minutos e segundos) para diversas formações. Serrote e lira medieval. Sanfonas. Grupos geek. Partituras aurais e muito mais.

ENGLISH VERSION

PROJECTS AND IDEAS – REPERTOIRE 2020

SOUND INSTALLATIONS

PSSA – Underwater Sound Landscapes: Sound installation with up to 8 hydrophones, robotic controlled octaphonic sound formation – for swimming pools and water parks. The sounds happen only in the underwater – in a diving situation – with no or very little repercussions outside, several sound and musical situations are created.

Small Earthquakes – Sound installation for beaches, gardens, parks and natural environments in general: composed of up to 12 buried subwoofers forming a sensorized corridor. The passage through this corridor triggers sounds in very low frequency (20 to 100 Hz) in a simulation with up to 12 thousand Watts of an earthquake !!

SuperStrings : The SuperCordas V.2 installation (portable version) is made up of 8 Gran Cordas – monochordes that are interconnected together forming a highly complex system through very simple components. Up to 20 meters long it is an incredible sound installation.

Study # 1 for Vibrant Surfaces : The sound installation Study # 1 for Vibrant Surfaces is strongly grounded in the idea that everything is vibration. In this vibrating universe, a small portion is performed mechanically in some medium organized by more or less dense molecules. These vibrations in these specific materials and in a range of vibrations (20 to 20,000 per second) in contact with the air can – in some cases – be perceived by humans and animals as sound. The installation consists of 4 thin plates (.5 cm) 210 cm long and 80 cm wide. A stereo pair of surface transducers is attached to each plate – which literally turns the surface into a sound interface – that is, turning the surface into a loudspeaker cone.

SHOWS AND PERFORMANCES

Wet Musicmultimedia show for swimming pools: show with live electronic music, 4 female performers, video projection in the pool via video mapping and camera triggering, in addition to musical instruments specially designed for pools and hydrophones strategically placed under water. Dirty pool. Red pool. Swimming pool as a musical instrument.

MUSIC D’INVENTOR MUSICAL SHOW WITH WILSON SUKORSKI + GUESTED INSTRUMENTIST (Bassoon and Contra-bassoon) + 8 INVENTED AND REINVENTED MUSICAL INSTRUMENTS + 5 MICRO CAMERAS + VIDEO PROJECTIONS. Wilson Sukorski has, among other tasks and talents, the creation of original musical instruments for specific projects that will now all be together in this show.

NU JAZZ – Solo piano show and lounge with contemporary jazz interventions. Designed for small spaces and theaters. In two versions: electronic and solo piano by Wilson Sukorski and bass trio – drums, piano + guest singer.

Neruda DeVolution – Musical performance around Canto III – Os Conquistadores – from the book Canto Geral by Pablo Neruda. With Pepê da Mata Machado, Mariana de Moraes, Wilson Sukorski, Migue Antar and Fábio Manzione. It is a musical performance about Neruda’s poetic universe. A Return. Or again, a Re-Revolution. Bringing languages closer together, the duo of musicians and composers offer, in addition to twenty-one reading – a Paulinho Neruda in a twenty-first century – narrative elements using songs, voices in off, endemic electronics, instrumental themes, performance – in a post-modern tour of musical tradition and latin sonority.

SERIES OF SOUND INSTALLATIONS: Ubiquitous Environments

Noosphere – corridor formed by fabric with special lighting where poems in 10 different languages ​​are read with sound and projected at different points, forming a kind of post modern Babel. Languages ​​outside the mainstream of international culture: Russian, Arabic, Hebrew, Polish, Quechua, Chinese, Hindi, etc. A video and audio version for smartphones can also be made.

Sound SensorsCSR Combined Reactive Sound: small boxes – the size of a cell phone connected to sensors (up to 4 PIR – Passive Infra Red) trigger when people pass through sounds and music related to specific themes: sound poetry, musical excerpts (loungue), sound indexes for unusual places (bathrooms, changing rooms, etc.), terror (for dark and desert places), etc.

DisSonant Staircase: The project consists of installing an internal or external staircase of a group of up to 24 sensors. One on each step. The sensors can be of two types: PIR type (Passive Infra Red) or AIR barrier sensor (Active Infra Red). The staircase can also be programmed to play instrumental sounds, such as a piano or cello. eg, and so, each step can imitate a key of a supposed hyper keyboard of a piano or a string instrument hypertrast.

OTHER PROJECTS

HAROLDO XXX: Free interpretation of the poem “Mulher Livro – Galáxias # 47” by dear Haroldo de Campos – in quasi-hardcore performance – for actress / performer / dancer, electronic music and several other tricks and strategies typical of the XXX scenery videos and films . A shocking encounter!

AURAL ORCHESTRAPerformance for Symphonic Orchestra: for 66 instrumentalists + conductor – musicians of an orchestra in the following formation: 2d1pic, 2 + cor, 2 + bass, 2 + contra, 4,3,3,1,4 – 12 10 8 6 4. Arranged in a circle with the audience around – two small stages (percussion and conductor) – the musicians with portable instruments move. Others are fixed. There will be complex solos of the conductor in silence, solos written for harp and tuba; there will be instruments with “mutes” made of flowers (tulips, daisies and sunflowers), unusual romantic-instrumental pairs, soap bubbles, baton and whistle conductor and much much more – all controlled by pre-recorded audios – type scores for the blind – synchronized directly on the cell phones of musicians with headphones in only one ear. A thinking party.

SMALL SCORE BOOK: Also known as graphic sheet music – pARTituras in portuguese. Series of graphic scores for performances with strict temporal control (in minutes and seconds) for different formations. Saw and medieval lyre. Concertina. Geek groups. Aural scores and more.

<span>%d</span> bloggers like this: